Diminuir a fonteAumentar a fonte 26/12/2008
Breves e soltas no dia 26/12/2008
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezar.azevedo.nom.br

LEITURA DO MOMENTO

Esta semana estou tendo a oportunidade de ler “Campo de Batalha da Mente: Vencendo a Batalha em Sua Mente”, de Joyce Meyer. Este é o primeiro livro de Joyce que leio e percebo nela uma qualidade: indica como devemos agir para cooperar com Deus em nossa transformação. Joyce demonstra continuamente que se agirmos na força de nossa vontade não teremos êxito algum, todavia se ao nosso agir for associada continua intercessão ao Senhor, o Espírito Santo nos ajudará no processo de renovação de nossa mente, por conseqüência, em nossa transformação até atingirmos a estatura do varão perfeito.

Clique e comente este texto

TEXTO NO CONTEXTO

“Porque, como ele pensa consigo mesmo, assim é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo.” (Pv 23:7)

O livro de Joyce tem como base de sua arguição o texto de Pv 23:7. A primeira parte deste texto tem sido usada para demonstrar que somos aquilo que pensamos. Outra tradução seria: “Porque como uma pessoa imagina em sua alma, assim ela é...”. Na linguagem de hoje o texto se traduz nos seguintes termos: “... diz ele, mas não está sendo sincero”. Por mais que eu leia este texto, não vejo por onde ele autoriza a formular o entendimento que somos o que pensamos. Ademais esta não é exatamente uma tese que podemos afirmar por outras passagens bíblicas, isto porque somos o que permitimos Deus agir em nós, caso contrário somos o que o pecado expressa em nós, sendo a mente, obviamente um importante aliado tanto para um como para com o outro.

O problema é que este texto expressa o comportamento do avarento, sendo o sexto de uma série de 30 conselhos dados pelo sábio com o propósito de adquirirmos conhecimento. Lendo o contexto na integra temos:

“Não comas o pão do avarento, nem cobices os seus manjares gostosos. Porque, como ele pensa consigo mesmo, assim é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo. Vomitarás o bocado que comeste, e perderás as tuas suaves palavras.” (Pv 23:6-8)

Na Linguagem de Hoje a tradução fica com o seguinte sentido:

“Não comas na casa de um homem miserável, nem tenha pressa de comer a boa comida que ele serve. “Coma um pouco mais”, diz ele, mas não está sendo sincero. O jeito dele fará com que você fique enjoado. Você vomitará o pouco que comeu, e todos os seus elogios ficarão desperdiçados.” (Pv 23:6-8).

Basicamente o sentido da expressão “como ele pensa consigo mesmo, assim é” ou “diz, mas não está sendo sincero” nos dá a entender que o conteúdo do pensamento prevalece sobre a atitude, sendo esta a essência da hipocrisia: manifestar uma coisa, enquanto por dentro deseja outra, completamente diferente. O que se pode inferir da expressão é que, do ponto de vista natural, temos a tendência de pensar uma coisa, fazer outra, razão da necessidade de renovarmos nossa mente sob a supervisão do Espírito de Deus.

Clique e comente este texto

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6:23)

Clique para o Plano de salvação por pergunta

Clique para o Estudo para novo convertido - 01/10

Clique para o Estudo para batismo 01/10

Clique para o texto Ministração para libertação interior e perdão

Clique e de seu testemunho de aceitar a Cristo como Senhor e Salvador pessoal