Diminuir a fonteAumentar a fonte 16/01/2009
Breves e soltas no dia 16/01/2009
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezar.azevedo.nom.br

GPS DIVINO 

“E o Senhor ia adiante deles, de dia numa coluna e os dois para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite.” (Ex 13:21)

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.” (Sl 119:105)

“Por isso, não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.” (Ef 5:17)

Por um instante podemos pensar que Deus é injusto para conosco. Ao guiar Israel no deserto fazia por meio de GPS, quase similar àquele que temos nos carros, com a diferença que as ordens do GPS divino eram imperativas, ninguém poderia mudar a rota. Um comercial mostra o motorista sendo guiado pelo GPS de seu carro. Todavia, ao parar no sinaleiro vê uma linda moça passando, então desiste de seguir as orientações do GPS, indo em direção à moça. Israel, por sua vez foi extremamente obediente, se deixando guiar o tempo todo pela nuvem durante o dia e pela coluna de fogo à noite.

O curioso é que Israel foi guiado pelo GPS divino por 40 anos no tempo da peregrinação de sua desobediência. É como colocar o filho de castigo e, ao mesmo tempo, beneficia-lo com as mesmas regalias que teria caso fosse obediente, pois as nuvens e a coluna de fogo eram milagres permanentes e perceptíveis. Será que Deus está sendo injusto para conosco, deixando de nos orientar por Seu GPS divino?

Sabemos que a palavra de Deus é lâmpada para nossos pés, ou seja, ela produz o mesmo resultado que a nuvem e a coluna de fogo. Poderíamos dizer que, à cada passo que damos, literalmente teríamos uma lanterna iluminando o lugar onde pisamos com nossos pés. Todavia nem todos têm esta percepção, ainda que sejamos exortados a não sermos insensatos, contudo entender qual seja a vontade de Deus. Como colocar isso em prática?

Vou dar um referencial simples de ser analisado. Pare e pense em relação ao emprego que tem e ao lugar que mora. Seria possível imediatamente colocar tudo num caminhão de mudança? Por certo que não, haveria dívidas por pagar, rescisão contratual por fazer, etc. Talvez estes elementos sejam indicativos que você está, de fato, no centro da vontade de Deus, portanto sua insatisfação circunstancial reflete, na verdade, sua indignação contra a vontade de Deus para com você, que é estar exatamente onde está. Se você conseguir compreender que os elementos circunstanciais que nos obriga a permanecer em dada condição são equivalente ao GPS divino, então poderá aplicar o mesmo princípio em situações do cotidiano, tal como considerar que uma interrupção no expediente de trabalho pode ser um modo de Deus chamar Sua atenção para outra coisa que esteja fora do seu campo de interesse naquele dado instante.

Clique e comente este texto

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6:23)

Clique para o Plano de salvação por pergunta

Clique para o Estudo para novo convertido - 01/10

Clique para o Estudo para batismo 01/10

Clique para o texto Ministração para libertação interior e perdão

Clique e de seu testemunho de aceitar a Cristo como Senhor e Salvador pessoal