Diminuir a fonteAumentar a fonte 31/01/2009
Breves e soltas no dia 31/01/2009
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezar.azevedo.nom.br

COMO ANDAR COM CRISTO

“Portanto, assim como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim também nele andai” (Cl 2:6)

Precisamos ter algumas certezas para não transformarmos a vida cristã num enredo de fábula (I Tm 1:4). Uma destas certezas está no modo como andamos com Cristo. Se perguntarmos ao cristão mais afoito ele responderá da importância de obedecermos aos mandamentos, outro dirá acerca do procedimento correto, outro ainda responderá acerca da necessidade da santificação. Contudo Paulo, ao reportar-se da necessidade de seguirmos a Cristo faz um comparativo ao modo como recebemos a Cristo. Basicamente Paulo diz: “se você sabe como você aceitou a Cristo, saberá segui-lo, pois não há mudança no processo.”

Alguém poderá dizer que aceitou a Cristo na dor, outro na necessidade, outro por influencia de algum amigo, outro porque entrou na igreja sem querer. As histórias mudariam tanto quanto fosse o número de pessoas que a contassem, todavia surge uma questão: haveria um modo comum de aceitar a Cristo, alguns elementos que estariam presente indistintamente em todas as histórias? Se houver, quem sabe não sejam estes elementos que caracterizam também como devemos seguir a Cristo. Paulo nos ensina como recebermos a Cristo. Ele escreve:

“Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? Mas que diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé, que pregamos. Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.” (Rm 10:14,8-10)

Para recebemos a Cristo precisam interagir os seguintes elementos:

1. Precisamos ouvir a palavra de Deus – “não há quem pregue?”
2. Precisamos crer no conteúdo da mensagem – “com o coração se crê”
3. Precisamos confessar com nossa boca – “com a tua boca confessares a Jesus como Senhor”

Um outro aspecto relevante é que a mensagem tem foco, bem como o conteúdo de nossa fé. Isto porque precisamos ouvir falar de alguém, este é Jesus Cristo. O teor da mensagem não é sobre pecado nem sobre igreja, mas acerca da obra de Jesus Cristo na cruz do calvário. Nos termos de Paulo, nada podemos propor a saber no seio da igreja senão acerca de Jesus Cristo e Este crucificado (I Co 2:2).

Assim, tendo convicção que recebemos a Cristo porque ouvimos, cremos e confessamos, este também é o procedimento para andarmos com Cristo: precisamos continuar ouvindo a palavra de Deus, crendo nas promessas do Senhor, confessando-as em nosso viver. 

Clique e comente este texto

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6:23)

Clique para o Plano de salvação por pergunta

Clique para o Estudo para novo convertido - 01/10

Clique para o Estudo para batismo 01/10

Clique para o texto Ministração para libertação interior e perdão

Clique e de seu testemunho de aceitar a Cristo como Senhor e Salvador pessoal