Diminuir a fonteAumentar a fonte 19/03/2008
A solidão é só o início da jornada
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezar.azevedo.nom.br

A CONSULTA

Estou me sentindo muito só... Parece que Deus esquecido de mim (sei que ele não esquece), mas dentro de mim sinto um vazio imenso...

Às vezes me vejo rodeada de amigos e mesmo assim a solidão estar comigo...

Sempre fui uma pessoa alegre, atuante na igreja e hoje estou desta forma...

Ajude-me, por favor.

Elisangela

A RESPOSTA

“Deus faz que o solitário viva em família... ” (Sl 68:6)

Elisangela

Uma coisa interessante é o fato do diagnóstico de solidão ter sido feito por Deus ainda no jardim do Éden, quando tudo era perfeito. Foi só o Senhor ir até onde o homem estava para fazer o seguinte diagnóstico:

“Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea” (Gn 2:18)

Com isso descobrimos uma boa notícia: o começo de tudo, do relacionamento com Deus e com qualquer pessoa passa pelo diagnóstico que você fez de você mesma: estou só. Curioso que nunca pensamos na solidão como ponto de partida de alguma coisa, a vemos como final de rota.

Vamos nos sintonizar no alvo de Deus: encontra-nos solitário para nos fazer viver em família. Que aventura! Que mudança de estação! Parece que Deus gosta destas coisas, ao criar o planeta terra falou que haveria “frio e calor, verão e inverno, dia e noite” (Gn 8:22). O Senhor está sempre alternando as coisas, nos encontra solitário para nos fazer viver em família – glórias a Deus.

Elisangela, você está no lugar onde Deus pode encontrar-se com você. Gosto muito desta palavra do Senhor dita à mulher de Oséias:

“Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração” (Os 2:14)

A solidão não é um mal em si mesmo, pelo contrário, pode ser uma excelente oportunidade para ouvirmos Deus falar conosco. Moisés teve de passar 40 anos no deserto para seu ego calar-se e ele se dispor a ouvir Deus falar. Foi uma experiência extraordinária, pois Deus se fez presente na sarça ardente (Ex 3:2).

Elisangela, uma vez Deus levou Elias até uma caverna e o deixou ali, solitário. Então veio o vento – Deus não estava no vento; veio o terremoto – Deus não estava no terremoto; veio o fogo – Deus não estava no fogo (I Rs 19:11); veio a EBD – Deus não estava na EBD. Epa! exagerei – será? Veio uma voz mansa e suave, Deus falou com Elias. Deus já está falando com você. Glórias a Deus.

Um abraço fraternal, na paz do Senhor.

Cezar