Diminuir a fonteAumentar a fonte 13/05/2008
Os livros apócrifos e a Bíblia
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezar.azevedo.nom.br

A CONSULTA:

Estou agradecido a sua pronta resposta referente às traduções do evangelho.
 
Mas Cezar, permita-me fazer uso do seu tempo e sua boa vontade. Esses livros apócrifos. O que fazer com eles? Ignora-los?

Veja bem: existem alguns livros na Bíblia escritos até 30 ou 40 anos apos a morte de Cristo, isso também não os classificaria também nessa lista? Sendo a Bíblia um livro inspirado por Deus não seria certo considerar os chamados apócrifos como também vindo de inspiração divina? (mesmo sendo escritos a mais de 200 apos da morte de Jesus Cristo).
 
Você é evangélico de que religião?

Estou em busca de respostas. Tenho lido bastante, mas encontro muitos questionamentos ainda.
 
Deus abençoe!
 
Sérgio H.
 
Ps.: não tem acentuação nesse teclado, tem só “é” e “ç”.

A RESPOSTA

“Depois que for lida esta carta entre vós, fazei que o seja também na igreja dos laodicenses; e a de Laodicéia lede-a vós também. (Cl 4:16)

Amado irmão Sérgio.

Suas perguntas, como sempre, são pertinentes. Se você comprar uma Bíblia no meio evangélico não encontrará dentro dela nenhum livro ou porção apócrifo. Isto porque temos a convicção que o cânon formado por 39 livros no Antigo Testamento e 27 livros no Novo Testamento são os que compõem a palavra de Deus.

Como eu sai da igreja católica tive de me perguntar qual o papel dos livros apócrifos. Quando li nos próprios escritos católicos que os livros apócrifos têm valor meramente devocional, não devendo ser lido como livros inspirados, que é o caso do cânon, então deixei de me preocupar com estes livros.

Estes livros apócrifos, quanto outros contemporâneos a Bíblia não fazem parte do cânon se deve ao fato de não corresponderem aos critérios de formação do cânon. Agora se um estudioso da Bíblia vir a ler estes livros, logo notará que o conteúdo dos livros apócrifos, bem como dos livros contemporâneos à Bíblia não condizem com o conteúdo da Bíblia como um todo. Não há harmonia teológica entre um e outro.

A Bíblia foi escrita por mais de 40 autores em 2.000 anos de história. Contudo, apesar dos autores estarem distantes no tempo, um do outro, todos foram inspirados pelo Espírito Santo. Por esta razão há integridade interna entre todos os livros, formando um todo singular. Ou seja, as doutrinas não são contradizentes.

Quanto tive convicção disso tomei a seguinte atitude: deixei de lado os apócrifos e centrei meus estudos na Bíblia, procurando conhecer o verdadeiro significado das doutrinas. Há um comentário que ilustra minha escolha. Dizem que nos EUA homens eram treinados para distinguir uma nota de dólar falsa de uma verdadeira. O procedimento era o seguinte: manusear a nota verdadeira friccionando nos dedos por um período tal que, quando uma nota falsa passasse nos dedos, eram discernidas como falsa. Ou seja, para conhecer o erro basta ter convicção da verdade, pois tudo quanto destoar desta verdade é, necessariamente, falso.

Desde então tenho procurado estudar a Bíblia. Para ter uma idéia, resolvi padronizar meus cadernos de anotações: enquanto eu os usei, num período superior a dez anos, cheguei a casa de 20 cadernos de 200 folhas cada, repletos de anotações. Assim que tive oportunidade de ter notebook passe a editar meus estudos direto no computador. Ainda hoje não posso dizer que conheço com profundidade as doutrinas bíblicas.

Quanto a minha religião, sou evangélico e freqüento a igreja Batista, ligado à Convenção Batista Brasileira.

No mais estou a sua disposição.

Um abraço fraternal.

Cezar

Clique e comente