Diminuir a fonteAumentar a fonte 18/12/2012
10 Ministrando por meio do canto
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezarazevedo.com.br

Diana tem apenas 8 anos, contudo se revela uma pequena profeta do Senhor por meio da música. Fico impressionado com o nível de dificuldades e singularidade das letras recitadas por ela. Há de se observar que a festa de aniversário continua.

Ester: Você que outra musica?

Cezar: Quero.

Ester: Deixa pensar... Lembrei-me de uma música.

Cezar: Sim.

Ester: Se você não gostar você diz. Ela é assim:

eu sei que você pode estar ate pensando em desistir
em dar tempo nessa historia
de ser bom
de ser melhor
abriu espaços para pequenas concessões
e se esqueceu
que de pequenas transgressões
que se faz um grande pecador
fingiu esta distraído
não escutou mas ninguém
foi criando um abismo e assim
perdendo a luz
abismo atrai outro abismo
e assim se deu com você
restando apenas histórias tão tristes para se contar
mas ainda é tempo de você regressar
Deus tem saudades de ouvir suas canções
não perca tempo não demore para voltar
no coração de Deus eu sei que é seu lugar
eu sei você pode ate estar pensando e natural esse meu erro é tão pequeno é quase nada
será
se entregar para Deus
se regressar

Ester: Acabou

Cezar: Louvado seja Deus! Amém! Tremenda esta canção.

Ester: Pensei que você tinha dormido igual Gisele.

Cezar: Estava lendo cada palavra, não quis interromper você.

Ester: Você gostou dessa musica também?

Cezar: Muito, falou ao meu coração. Deus tem sido grandemente misericordioso comigo.

Ester: Cantei esta musica para mãe, ela chorou e me abraçou. Chorou ate não conseguir parar mais.

Cezar: Sua mãe é uma mulher de Deus.

Ester: Você quer ouvir a musica que cantei para mãe no dia que pai foi embora?

Cezar: Quero.

Ester: Vou cantar:

deixa partir o que não te pertence mais
deixa seguir o que não poderá voltar
deixa morrer o que a vida já despediu
abra a porta do quarto e a janela
que o possível da vida te espera
vem depressa que a vida precisa continuar
o que foi já não serve é passado
e o futuro ainda esta do outro lado
e o presente é o presente que o tempo quer te entregar
fala para mim
se achares que posso ouvir
chora a Deus se não podes compreender
rasga esse véu do calvário que te envolveu
tão sublime segredo se esconde
nesta dor que escurece o horizonte
que por hora impedem os teus olhos de contemplarem
o eterno presente do tempo
o ausente presente em segredo
na sagrada saudade que deixa continuar
deixa morrer o que a morte já sepultou
deixa viver o que dela resuscitou
não queiras ter o que ainda não pode ser
é possível crescer nessa hora
mesmo quando o que amamos foi embora
a saudade eterniza a presença de quem se foi
com tempo essa dor
se aquieta
se transforma em silencio que espera
pelos braços da vida
um encontrar
um novo amor

Ester: Fim. Vou tomar refrigerante.

Cezar: Ta bom.

Ester: Você quer me esperar?

Cezar: Espero sim.

Clique e comente este texto

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6:23)

Clique para o Plano de salvação por pergunta

Clique para o Estudo para novo convertido - 01/10

Clique para o Estudo para batismo 01/10

Clique para o texto Ministração para libertação interior e perdão

Clique e de seu testemunho de aceitar a Cristo como Senhor e Salvador pessoal