Diminuir a fonteAumentar a fonte 26/12/2012
15 Canções para vencer o sono
por Cezar Andrade Marques de Azevedo

www.cezarazevedo.com.br

Diana está com muito sono, mas não quer dormir enquanto seu pai não for dormir. Ela continua apresentando suas canções que impressionam, pois é uma garota de oito anos escrevendo.

Ester: Você quer outra musica que lembrei?

Cezar: Sim.

Ester: Ta bom! Vou colocar musica.

Cezar: Ta

Ester:

nem sempre na vida se joga tão bem
se destroem as coisas e os sonhos também
nossos olhos se enchem de lagrimas lembrando o que aconteceu
ninguém nunca nos disse ou tentou ensinar
que alguns que se amam podem se odiar
quando não se permiti ao amor respirar
o orgulho consegue ganhar
eu sei não é fácil ver desmoronar tua felicidade
num castelo de areia
ouvir essas vozes na escuridão
te acusando
e reclamando
não foi tua culpa
e não te enganes com isso
não foi tua culpa
liberta-te desse peso
não te tortures
pensando que não tens feito
se Deus não te acusa
ninguém mas no mundo tem o direito
não foi tua culpa
não tenha vergonha se queres chorar
tens uma ferida que deve curar e se queres olhar adiante
o passado se deve sarar
eu sei não é fácil
falar de perdão
o ódio atrapalha e escurece a razão
já não busque culpados em teu coração
mas um refugio onde possas amar
tenha coragem e segue lutando a muito por amar
e Deus não pensa em deixa-te
se anda falando que a historia acabou a verdade é outra apenas esta começando
tens mas uma chance de ser feliz
ainda pode dizer ao amor que sim
ainda pode dizer a Deus que sim

Ester: Acabou.

Cezar: Gostei muito da letra, realmente o peso da culpa pode nos imobilizar e esta musica mostra que temos de continuar confiando em Deus.

Ester: Cezar, você ta cansado.

Cezar: Só um pouco e você?

Ester: Não, não quero dormir agora só quando meu pai dormir.

Cezar: Isso pode demorar. Sabe que eu faço quando não estou com sóno?

Ester: Ele pode ir embora  e me deixar aqui, estou com sóno.

Cezar: Se ele for embora, ele volta, quanto a isso você não precisa se preocupar.

Ester: Não quero dormir.

Cezar: Posso lhe contar uma coisa? Um segredo?

Ester: Sim.

Cezar: Eu já dormi em muitos lugares fora de minha casa. Eu dormia na casa de meus padrinhos todo fim de semana. Sabe por que?

Ester: Por quê?

Cezar: Eu sabia que no outro dia eu podia voltar para casa de minha mãe, sem problema algum. Dormir em outra casa um dia não é dormir para sempre ali, assim, você pode dormir sem medo de ser feliz hoje na casa de Ester porque amanhã você vai estar de novo na casa de sua mãe. Entendeu?

Ester: Por que Gisele dormiu cedo?

Cezar: É que ela é mais nova que você. Você quer que eu peça a Ester preparar um cantinho no quarto de Gisele para você? Um cantinho bem gostoso?

Ester: Daqui a pouco ta bom! Só um pouco.

Cezar: Chama ela, até preparar, demora mais um pouquinho e você ta com sóno.

Ester: Ester tá só sórrindo. Ela bebeu?

Cezar: Sim, mas acho que só um pouquinho. Chama ela que eu falo com ela, vou pedir para ela preparar um cantinho gostoso.

Ester: Tá bom!... Oi Cezar, sóu Ester.

Cezar: Oi Ester, pode preparar um cantinho no quarto de Gisele para Diana dormir?

Ester: Gisele ta no meu quarto e vou colocar uma rede lá pra pai dela, ela dorme na cama da Gisele.

Cezar: Que bom!

Ester: Ela já ta na minha cama.

Cezar: Que noite!

Ester: E você fazendo parte. Você ta é feito, com uma, depois com a outra, to com pena de você.

Cezar: Tadinho de mim!

Ester: Nem provou do churrasco.

Cezar: Rsrs.

Ester: Na hora que Diana quiser dormir, só escovar os dentes, vou ajeitar ela. Oi Cezar, sou eu, Diana.

Cezar: Oi Diana, já ta pronta sua cama e você vai dormir no mesmo quarto que seu pai.

Ester: Ester disse pra não demora que você ta cansado.

Cezar: Ta tarde, amanha tenho de viajar bem cedo. Vamos dormir?

Ester: Queria colocar 2 musicas pra você.

Cezar: Fazemos assim, você coloca uma musica, então vamos dormir senão amanha não acordo cedo.

Ester: Pode ser 2 não?

Cezar: Ta bom, pode.

Ester:

tivesse força pra voltar
se as moedas não pesassem tanto em mim
se eu procurasse por você
fizesse o que fez Cirineu
se eu lhe acompanhasse
se eu tivesse me encontrado com você
com outro beijo lhe pedisse perdão
se ao menos outra vez
eu pudesse lhe dizer muito obrigado
é tão bonito é tão bonito
quem tem a chance de olhar a quem traiu
e ainda que seja no momento
derradeiro reencontrar a alegria de ser fiel ate fim
e tão bonito e tão bonito quando recordo o seu jeito de viver
o seu sorriso sua voz seu ombro amigo
e o seu olhar me sustentando
ate na hora em que te trai
se eu tivesse acompanhado a multidão
chorado a culpa junto ao colo de sua mãe
se eu ficasse por ali permanecesse com você
e assim quem sabe
estendendo copo de água
dividindo a dor da ultima lição
eu pudesse ter refeito meu quebrantado coração
aos pés da sua cruz
é tão sofrido é tão sofrido
não ter a chance de olhar outra vez
pedir perdão e no entrelaço de um abraço
chorar a dor de não ter sido o seu amigo ate fim Jesus
é tão sofrido é tão sofrido
trazer na boca o gosto da condenação no na garganta de uma corda
de um pecado inconfessado
que se eu pudesse voltar no tempo
lhe encontraria e subiria com você
que se eu pudesse fazer de novo
mudar a historia
eu não te trairia
morreria com você
não com no na garganta de pecado não confessado

Ester: Acabou.

Cezar: Legal, interessante que as suas canções tem letras grandes e contam uma historia completa.

Ester: É porque a gente recebe livro, hinário, tem todas as letras, mãe compra cd.

Cezar: Você tem boa memória.

Ester: Eu escuto com hinário tio. Tem uma musica que era pra você.

Cezar: Qual?

Ester: A principal, disse pra você prestar atenção.

Cezar: Sim, me lembro dela, a segunda que você escreveu.

Ester: É uma que dizia assim: tem calmas contigo mesmo, você lembra?

Cezar: Sim.

Ester: Essa também é pra você, viu? Você ta bem Cezar?

Cezar: Vou escrever parte dela:

Tem calma contigo mesmo e olha onde vais
espera um minuto pensa no que farás
no meio da tormenta e duro navegar
e uma escolha incerta pode caro custar

Ester: Sim é pra você e essa também.

Cezar: Escreve:

Ester:

eu pensei que podia viver por mim mesmo
eu pensei que as coisas do mundo não iriam me derrubar
o orgulho tomou conta do meu ser
e o pecado devastou meu viver
fui embora disse ao pai daime o que é meu
dá-me parte que me cabe da herança
fui pro mundo
gastei tudo
me restou só o pecado
hoje sei que nada e meu
tudo é do Pai
tudo é do Pai
toda honra e toda gloria
é dele a vitoria
alcançada em minha vida
tudo é do Pai
se sou fraco ou pecador
bem mas forte é meu senhor
que me cura por amor
tudo e do pai toda honra e toda gloria e só dele a vitoria alcançada em minha vida
bem mas forte e teu senhor que te livrar de tudo por amor

Ester: Acabou. Cezar, pai ta aqui.

Clique e comente este texto

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rm 6:23)

Clique para o Plano de salvação por pergunta

Clique para o Estudo para novo convertido - 01/10

Clique para o Estudo para batismo 01/10

Clique para o texto Ministração para libertação interior e perdão

Clique e de seu testemunho de aceitar a Cristo como Senhor e Salvador pessoal